Rolfing e Movimento

As fascias abaixo da pele.

Este é um lindo vídeo sobre as fáscias abaixo da pele, e um pouco mais abaixo da pele, feito com um endoscópio. O osteopata francês, dr. Jean Claude Guimberteau, produziu este vídeo sobre as suas pesquisas.

Ele inicia falando sobre o epimísio, o invólucro dos nossos músculos. O epimísio é um tipo de fáscia, de tecido conjuntivo. Em muitas partes do corpo, ele se encontra logo abaixo da pele.

Até agora aprendemos nos livros que esse tecido e outros estão separados uns dos outros. Mas, na verdade, tudo em nós está ligado. Cada vez mais há estudos mostrando que esse tecido que envolve e conecta, ao mesmo tempo que separa partes, é onde acontece muito do metabolismo do nosso corpo.

Além do epimísio, ele fala do perimísio, que envolve e mantém juntas várias células musculares, as fibras musculares. E também fala do endomísio, que envolve as células musculares.

Nos livros, lemos que o epimísio não se liga à pele, mas, no vídeo, o dr. Jean mostra como está intimamente ligado à camada mais profunda da pele, a hipoderme.

Na verdade, o que ele narra, o tempo todo, é que não há separação no nosso corpo. Tudo está interligado. Comece a refletir na maneira com que você se move no dia a dia. Comece a imaginar que qualquer movimento que você faz está sempre interligado ao todo!

 Abaixo, apresento o vídeo. E, abaixo do vídeo, uma tradução do vídeo, mais precisa do que a que expus acima.

Orientemos o endoscópio na direção de zonas de exploração mais fáceis. Deixemos ele deslizar na direção dessas fibras opalescentes. Elas são longas ou curtas, com vasos sanguíneos de formas variadas, dentro das zonas que estão em volta dos músculos, coladas à pele, o epimísio.

As fibras do epimísio são contínuas com a superfície da pele. E se misturam na hipoderme como já descrevemos no filme A passagem da epiderme. Mas, ela também se mistura, se associa, se dissocia, penetra no perimísio separando os fascículos de fibras musculares.

Além disso, é evidente a beleza que não pode ser negligenciada. Tudo está ligado, tudo é contínuo. Não há rupturas na continuidade do tecido vivo, não há lâminas, não há camadas de subcamadas saindo do nada. O epimísio e o perimísio são estruturas contínuas.

E pode se ver o endomísio, que cola as células musculares entre si, e dá para identificar como ele é fino durante a endoscopia.

Post anterior Próximo post

Você pode gostar também de